Pesquise no Site

Jornalista quer resgatar história da aviação brasileira

No aeroporto do Galeão, João (à esq.), então com 12 anos, presenciou chegada do Concorde
O interesse em descobrir a história de um parente que protagonizou um dos maiores desastres da aviação mundial levou o jornalista gaúcho João Alberto Müller a criar um projeto de financiamento coletivo para divulgar seu trabalho e buscar recursos financeiros. A intenção é produzir livros, vídeos-documentários e um site que reúna o material com foco jornalístico.

O interesse do jornalista pela aviação surgiu ainda na adolescência, quando durante a primeira viagem que fez ao Rio de Janeiro, acompanhado de seu pai, o comerciante Raul Müller, teve a oportunidade de presenciar a aterrissagem do supersônico Concorde no aeroporto do Galeão. “Ser piloto de avião foi meu primeiro sonho de profissão, mas meu pai não podia pagar o curso privado, então muito caro, e eu refutava a única opção grátis, que seria ingressar na Aeronáutica”, conta João Müller, que nunca deixou de acompanhar de perto notícias relativas a aviões.

O gosto dele pelo setor também era alimentado pelas histórias que o pai contava sobre a Varig e um antepassado que havia sido piloto da empresa. Trata-se do comandante Edu Michel, que era primo da mãe do jornalista e foi padrinho de batismo de um de seus irmãos.

Segundo o que ouvia do pai, João conta que Edu chegou a ser considerado um dos principais pilotos da antiga empresa aérea gaúcha, tendo sido o responsável por buscar nos Estados Unidos o primeiro avião à jato que faria a linha Rio-Nova Iorque. “Isto seria facilitado porque Edu se comunicava muito bem em inglês”, explica João, acrescentando que esta trajetória do comandante acabaria de forma trágica no final de 1962. 

Em 27 de novembro, ao se aproximar para pouso na escala em Lima, capital do Peru, o avião acabou se chocando contra uma montanha. A explosão matou todas as 97 pessoas à bordo, constituindo-se então no maior acidente envolvendo a aviação brasileira, marca que seria superada apenas 11 anos depois, quando outros avião da Varig caiu pouco antes de pousar em Paris.

Mais do que pesquisar sobre o parente piloto, o jornalista quer ir além e contar também outras histórias da aviação brasileira. Ao pesquisar sobre o assunto na internet, João Müller surpreendeu-se com a grande quantidade de sites e páginas em redes sociais, identificando que a maioria delas é produzida por pessoas que atuaram em empresas aéreas, como a própria Varig, mas que possuem pouco conhecimento na área de comunicação. Assim, entende que existe espaço para um trabalho jornalístico mais profissionalizado e compromissado com a verdade histórica dos fatos. 

Além da pagina no facebook, que pode ser acessada no seguinte endereço www.facebook.com/resgatehistoricodaaviacao, Müller pretende criar um site e produzir vídeos. O primeiro produto é escrever um livro sobre o piloto Edu Michel, mas João espera que este seja apenas o início de uma série sobre outros personagens da aviação brasileira.

Para publicar as obras, João Müller revela já ter o interesse de uma editora paulista. Ele projeta posteriormente a produção de obras também sobre empresas aéreas, como a própria Varig, e ainda sobre outras questões ligadas a aviões. Mas, para concretizar este projeto Müller revela que necessita de recursos financeiros e por isso decidiu utilizar a ideia do financiamento coletivo, também conhecido por crowdfunding. 

Assim, pessoas e empresas apoiadoras terão seus nomes e marcas citados nos livros e também no site especial que será criado para divulgar o projeto. As cotas individuais tem o valor de R$ 20,00 e os apoiadores podem fazer o depósito diretamente na conta bancária do jornalista (veja no quadro). 

O jornalista explica que optou por esta forma para facilitar, uma vez que doações feitas através de sites de financiamento coletivo exigem muita burocracia e só aceitam pagamentos em cartão de crédito ou boleto bancário. “Assim facilita, basta fazer o depósito no momento em que a pessoa for numa agência lotérica pagar uma conta ou fazer uma aposta”, explica Müller, pedindo apenas que após fazer a doação o apoiador informe através de um e-mail com seu nome para ja.muller@yahoo.com.br

Quanto a empresas, João diz que já está apresentando o projeto para possíveis apoiadores e pede que empresas interessadas façam contato para agendar uma visita também via e-mail.

Histórias da Aviação Brasileira e Mundial
doações via Caixa Econômica Federal
Conta nº: 013 00047135-4  Agência: 0518
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...