Pesquise no Site

EUA suspendem voo de Drones na fronteira após acidente


O Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça dos Estados Unidos (CBP) decidiu nesta terça-feira suspender todos os voos de seus aviões não tripulados, que vigiam as fronteiras do país, após o acidente com um deles.

Um avião não-tripulado do tipo Predator, similar aos drones utilizados em missões militares no exterior, sofreu um falha mecânica na zona litorânea do sul do estado da Califórnia.

Ao perceber que o aparelho não conseguiria aterrissar em sua base de Sierra Vista, no Arizona, os operadores decidiram fazê-lo pousar no Pacífico, em frente a costa de San Diego, previsivelmente para evitar o perigo de um acidente em uma área habitada e não expor sua tecnologia militar.

As causas da falha mecânica que levou ao pouso de emergência, avaliado em US$ 12 milhões, ainda são "desconhecidas", segundo este escritório.

A frota de aviões não tripulados da CBP é composta por dez Predator, aparatos que a agência não chama "drones" por não operarem de maneira tão automática como seus equivalentes militares, que vão armados com mísseis.

A Guarda Costeira americana se deslocou imediatamente para recuperar os restos do aparelho que possam estar flutuando perto do litoral de San Diego.

A agência de alfândegas utiliza os Predator desde 2005 na fronteira com o México e desde 2009 na fronteira norte, para melhorar a luta contra a imigração ilegal e contra potenciais atividades terroristas. 

Os aviões não tripulados podem detectar movimentos em terra e operar durante 20 horas ininterruptas a alturas de até 15 mil metros.

EFE via YAHOO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...