Pesquise no Site

Pulverização por avião agrícola causa intoxicação em GO


Alunos e professores estão intoxicados após o sobrevoo de um avião agrícola por uma escola rural localizada no Assentamento Pontal dos Buritis na manhã de ontem. A escola fica na região conhecida como Ponte de Pedra, às margens da GO-174 no município de Rio Verde, situado no Sudoeste de Goiás.  A aeronave combatia pragas em uma lavoura da região, pulverizando um inseticida chamado engeo pleno. sobrevoo, 122 crianças estudavam nas salas de aula, informou o coronel do Corpo de Bombeiros de Rio Verde.

42 pessoas, dentre elas alunos e professores, foram encaminhadas para o Hospital Municipal de Montividiu, intoxicadas. Conforme dados do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) 28 foram mantidas internadas no na tarde de ontem, todas em estado regular. A maioria dos pacientes apresentavam sintomas de intoxicação por veneno, tais como vômito, náuseas e fortes dores de cabeça. As demais crianças e os professores presentes na escola durante o sobrevoo foram atendidos no local e liberados em seguida. O Samu informa que contou com o apoio de moradores da região no atendimento a estes pacientes.

O coronel Cléber Cândido, comandante do Corpo de Bombeiros (CBM-GO) de Rio Verde aponta que o composto pulverizado sobre a escola não oferece risco de morte aos intoxicados no incidente: "O inseticida usado, Engeo Pleno, é de baixa toxidade" garante o coronel. Ele afirma que sua equipe teve de realizar uma operação especial devido ao número de atingidos pelo composto. “Fechamos nosso expediente. Todos os veículos, inclusive as viaturas administrativas seguiram em comboio para o local” afirma Cléber Cândido.

O coronel informa que, além do efetivo do Corpo de Bombeiros, foi necessário o apoio de outras entidades para que o atendimento fosse prestado adequadamente. “Mobilizamos também o Samu e a Rede Municipal de Rio Verde para esta ocorrência”, ressalta. Fiscais da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) estiveram no local para investigar a ocorrência. No início da tarde de ontem, o Corpo de Bombeiros de Rio Verde divulgou dados  do atendimento prestado às vítimas conduzidas ao Hospital Municipal de Montividiu, que informa que até às 16h todos os 28 pacientes atendidos por complicações decorrentes da intoxicação por Engeo Pleno. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...