Pesquise no Site

Dubai Air Show 2013

O Dubai Airshow, nos Emirados Árabes Unidos, movimenta o setor aéreo global até a próxima quinta-feira com novidades em termos de aeronaves e negócios milionários. Entre os destaques, estão a apresentação do maior jato comercial de passageiros, o Airbus A380, junto a uma esquadrilha da força aérea local, e o Boeing 777X, que promete mais economia de combustível e "asa dobrável".



Equipe acrobática Red Arrows
Segundo a Boeing, a família 777x será 12% mais econômica que os concorrentes e a primeira entrega deve ser feita em 2020. A empresa informou que já fechou acordo para 259 modelos novos, com contratos que totalizam US$ 95 bilhões (cerca de R$ 218 bilhões). Os contratos foram firmados com Lufthansa (34 aviões), Etihad Airways (25 aviões), Qatar Airways (50 aviões) e Emirates (150 aviões).

Lockheed Martin F-16
Como um contra-ataque ao novo avião da Boeing, a Airbus negocia a venda de mais 50 unidades do gigante A380 para a Emirates, número que seria um recorde para o modelo, segundo a Bloomberg. A fabricante europeia considera ainda um aumento na produção do avião de médio curso A320, levando a produção acima de 42 unidades por mês. 

Boeing F/A-18
Companhias aéreas do Golfo realizaram US$ 100 bilhões em pedidos de novas aeronaves nos primeiros 15 minutos do evento, e o total no primeiro dia atingiu cerca de US$ 150 bilhões, ressaltando uma mudança de poder na indústria da aviação e dando um impulso para o lançamento oficial do mais novo jato da Boeing, bem como do superjumbo A380 da Airbus.

EADs Eurofighter

Embraer

A brasileira Embraer promove a linha completa de aviões comerciais e executivos, mostrando em Dubai os jatos Legacy 650 e Lineage 1000 – seus modelos mais populares na região. A empresa anunciou a venda de um Lineage 1000 para a Arab Wings, que administrará a aeronave para um cliente não identificado. A entrega está prevista para o primeiro semestre de 2014.

Dassault Rafale

AFP via Terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...