Pesquise no Site

Acidente na Russia: investigadores apontam erro dos pilotos

 click para ver o vídeo
Câmeras de segurança flagraram o momento da queda do avião na Rússia. Click para ver vídeo
Os pilotos do Boeing 737 que caiu no domingo na Rússia, provocando a morte das 50 pessoas a bordo, cometeram um erro que fez com que o avião perdesse velocidade em baixa altitude, apontaram hoje os investigadores da tragédia aérea. Tal erro, segundo eles, fez com que o avião mergulhasse de bico em direção à pista do aeroporto de Kazan, 720 quilômetros a leste de Moscou, explodindo em uma bola de fogo.

A tragédia ocorreu em meio a fortes ventos e a uma tempestade de raios. Pouco antes, numa primeira tentativa de pouso, os pilotos foram obrigados a arremeter por não terem conseguido uma aproximação adequada da cabeceira da pista. Segundo um relatório preliminar da Comissão Interestadual de Aviação Civil, as turbinas e outros sistemas da aeronave funcionavam perfeitamente até o momento da queda.


O relatório indica que, quando arremeteram, os pilotos acionaram a potência máxima das turbinas e inclinaram o nariz da aeronave em um ângulo acentuado para cima, o que teria causado perda de velocidade. Ao notarem o problema, os pilotos teriam então tentado ganhar velocidade inclinando o nariz da aeronave em direção ao solo, mas como a altitude era baixa não houve tempo para concluir a manobra, concluíram os investigadores. Associated Press.

O voo 363 da Tatarstan Airlines, com ao menos 50 pessoas a bordo, explodiu no aeroporto de Kazan, na Rússia, por volta das 19h30 (13h30 no horário de Brasília) deste domingo (17), matando todos os ocupantes.



O avião, um Boeing 737, saiu do aeroporto de Domodedovo, em Moscou, com destino a Kazan, na república russa do Tartaristão, a 720 quilômetros ao leste do ponto de partida. Após duas tentativas de pouso frustradas, o avião perdeu altitude, bateu e explodiu na pista quando os pilotos tentaram a aterrissagem.

Os bombeiros conseguiram controlar o incêndio rapidamente após a tragédia. Por motivo de segurança, o aeroporto de Kazan foi fechado até segundo aviso. G1


De acordo com porta-voz das autoridades do Tartarstão, a tripulação do Boeing que caiu ontem em Kazan, tinha informado os controladores de tráfego aéreo que não estva pronta para pousar o avião no aeroporto, provavelmente, devido a problemas técnicos. Voz da Russia

Uma jornalista que tinha viajado horas antes do acidente no mesmo avião de Kazán a Moscou declarou à televisão russa que os passageiros se assustaram muito devido a fortes vibrações do avião durante a manobra de aterrissagem. "Aterrissamos de primeira, mas o avião se mexia muitíssimo", disse a repórter Lenara Kashafutdinova. G1

Com exceção de uma cidadã britânica, todos os mortos na tragédia eram russos. Irek Minnikhanov, filho do governador do Tartaristão, figura entre eles. Com cerca de 1,1 milhão de habitantes, Kazan situa-se pouco mais de 700 quilômetros ao leste de Moscou e é a capital da república do Tartaristão, uma das mais ricas da Federação Russa. O Tempo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...