Pesquise no Site

Foi bom enquanto durou


Adquiridos pelo então Presidente Lula, sem a devida consulta a maior interessada que seria a FAB, os Mirages 2000 do GDA vieram da França através de um negócio de ocasião: 80 minhões de euros por 12 aeronaves. Algo em torno de 9 milhões de dólares por aeronave na cotação de hoje.

Quase de graça., mas também quase sem armas. Com uma vida útil prevista para 1000 horas de voo, voando em média 200 horas/ano, poderiam voar por uns 5 anos. Tempo suficiente para Lula providenciar a compra do Rafale francês, o seu caça favorito.

O Rafale não veio e nenhum outro veio. Cinco anos viraram oito. A FAB fez o que podia. Tirou pecinha daqui e pôs ali. De doze caças parando, seis continuaram voando.  Diminui o esquadrão. Estendeu a vida útil das aeronaves mas agora não tem mais jeito. Depois de dezembro vai para o Museu ou para o lixo.

Vendo que aeronaves mais velhas como os F5 continuarão voando por conta de modernizações, todos se perguntam: Porque não modernizar? A resposta vem da Índia. Ainda que não se possa comparar nossos caças que são mais surrados com os deles.

A Índia  assinou um contrato no valor de cerca de 2,4 bilhões de dólares para modernizar cerca de 51 aeronaves e estender sua vida útil entre 10 a 15 anos segundo sites como o Defence Talk ou por cerca de 20 a 25 anos segundo o site Poder Aéreo.

Portanto, os indianos vão gastar cerca de 50 milhões de dólares por aeronave modernizada. Quase o preço de dois F16 revitalizados. Então, vai continuar chorando pelos Mirages?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...