Pesquise no Site

Ataque de drone mata comandantes da Al Shabab


Um ataque com um drone (avião não tripulado) coordenado pelos Estados Unidos matou dois comandantes do grupo terrorista Al Shabab nesta segunda-feira, informou a rede CNN. A ofensiva foi realizada em uma região entre as cidades de Jilib e Baware, ao Sul da Somália, conhecida por ser um reduto de terroristas. Segundo a BBC, os mísseis disparados pela aeronave destruíram os veículos em que os dois radicais viajavam.


Um dos terroristas mortos era um especialista em explosivos conhecido como Anta, segundo a agência de notícias Associated Press. Moradores da região declararam que o avião mirou exatamente no veículo em que os suspeitos se encontravam. “Eu ouviu um barulho muito alto e vi um drone desaparecer no céu. Testemunhei um carro queimando e muitos membros do Al Shabab se aproximaram para levar os restos dos corpos. Foi uma artilharia pesada que o drone disparou. Muitos carros viajavam por lá, mas ele mirou somente naquele”, disse Hassan Nur, um residente somali, à agência Reuters.

Uma fonte do Exército do Quênia disse que o país também organizou uma operação militar na região, mas a BBC apontou que o ataque não contou com a participação dos quenianos. Em setembro, o grupo Al Shabab executou um atentado terrorista contra o shopping de luxo Westgate, em Nairóbi. A ação dos guerrilheiros deixou 69 civis e soldados mortos. Embora as buscas por novas vítimas já tenha sido encerrada, organizações em prol dos direitos humanos afirmam que mais de vinte pessoas continuam desaparecidas desde o ataque terrorista.


Acredita-se que o ataque coordenado pelos EUA seja uma retaliação ao envolvimento do Al Shabab no atentado. Em outubro, uma equipe Seal, a força de elite da Marinha americana, lançou uma operação para capturar Mohamed Abdikadir Mohamed, um dos comandantes mais temidos da organização terrorista. Apesar de fontes terem confirmado a captura de Mohamed, a imprensa americana informou que o terrorista pode ter aproveitado a troca de tiros para fugir.

O Al Shabab surgiu em 2006 como um braço armado de tribunais da sharia, a lei islâmica, na Somália. No ano passado, o líder do grupo declarou fidelidade à Al Qaeda. A maioria dos membros estrangeiros do grupo vem do Paquistão, Afeganistão, Sudão e Iêmen, mas é cada vez maior a presença de ocidentais. 

Fonte: Veja

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...